sexta-feira, 28 de abril de 2017

ATIVIDADES DE REVISÃO - BIOPROVA 2 - TURMAS 301 - 302 - 303


Resultado de imagem para RESPOSTAS
GABARITO DOS REINOS PROTOCTISTA E FUNGOS

REINO PROTOCTISTA  - p. 15...

30. polifilético, pq não apresenta um único ancestral comum.
31. E
32.a) Protozoários de água doce possuem citoplasma hipotônico em relação à água do mar, sendo que, nesse caso, a célula 
(protozoário) murcharia em função da maior saída de água para o meio externo (água do mar).
b) Trata-se de um mecanismo de osmorregulação, com
transporte passivo e seletivo, denominado osmose, no qual apenas o solvente (água) se difunde pela membrana celular.
33.  flagelos = tripamossoma, cilios = paramécio , pseudópodes - ameba
34. C
35. E
36. A

37. a)  Causador = Trypanossoma cruzi e A transmissão acontece pelas fezes do "barbeiro" depositadas sobre a pele da pessoa, enquanto o inseto suga o sangue. A picada provoca coceira, facilitando a entrada do tripanossomo no organismo,

b) durante a extração do caldo de cana, pode ocorrer a truturação de barbeiros infectados ou cana com as fezes de barbeiros que tenham os protozoários.
Para evitar a contaminação deve-se lavar a cana.

38. a)  reprodução sexuada ocorre no estômago do mosquito (Anopheles), e a assexuada, nas células do fígado e nas hemácias de mamíferos.
b) Um mosquito suga um mamífero e ingere as hemácias contendo a forma infectante do plasmódio; após a reprodução desse plasmódio no corpo do mosquito, aquele é transmitido para outro mamífero durante a picada, por meio da saliva do mosquito, acarretando sua infestação. 
c) Em muitas relações hospedeiro-parasita, as espécies estão bem adaptadas umas às outras, de modo que isso não causa prejuízos grandes ao hospedeiro. Dado o grau de dependência das duas espécies, qualquer prejuízo acentuado ao hospedeiro e decorrente da relação afetaria o parasita. Assim, ao longo do tempo, ocorre uma adaptação do parasita ao hospedeiro e vice-versa, fenômeno conhecido como coadaptação.

39. A Giardíase é uma infecção causada pelo protozoário Giárdia lamblia, que pode se apresentar tanto na forma de cisto quanto na forma de trofozoíto.

Sintomas  Esta infecção pode ocorrer tanto em adultos quanto em crianças, podendo, na maior parte das vezes, apresentar-se de forma assintomática. Quando apresenta sintomas, estes geralmente são diarréia e dor na região abdominal.

Prevenção O melhor meio de se evitar esta infecção é a adoção de medidas preventivas como a ingestão somente de água filtrada, saneamento básico, lavar bem as mãos após utilizar o banheiro, lavar em água corrente e higienizar frutas, legumes e verduras. 

40. ver folha do carderno sobre algas
41. D
42. soma  1 +2 = 03
43. B
44. Eutrofização consiste na proliferação excessiva de algas  a partir da existência de compostos orgânicos  e ou ricos de nitrogênio e fósfora, oriundo principalmente de esgoto lançados na água provocando a morte de animais e outros seres desse ambiente. Para evitar deve-se construir rede de esgotos.


REINO FUNGOS p. 22......
1. atuam na reciclagem de matéria orgânica, possibilitando que esses nutrientes retornem para o ambiente.

2.bactérias = procariontes reino monera
fungos eucariontes, parede celular de quitina, heterótrofos, aclorofilados
protozoários  = reino protoctista, eucariontes unicelulares, heterótrofos e aclorofilados
algas = reino protoctista, eucariontes unicelulares e pluri, autótrofos e clorfilados

3.E
4.D
5. D
6. C
7. a) basidiocarpo 
b) corpo de frutificação, ou seja, conjunto de hifas com função reprodutiva.

8. B
9. as carac. citadas podem ser atribuídas aos fungos. Eles não podem ser a base da cadeia alimentar pq não são organismos produtores.
b) decompositores

10. F V V F

11. nas árvores da região mais arborizada, pois tem menor taxa de poluição.

12. C
13. B
14. E
15. soma : 1 + 8+ 16 = 25

Estudem galerinha!!
BIObjs - profe BIOlú

Imagem relacionada 

ATIVIDADES DE REVISÃO - BIOPROVA 2 - TURMAS 201 - 202 - 203


Resultado de imagem para RESPOSTAS
GABARITO DAS QUESTÕES DO CAP 10 - VOL.1

FILO PORÍFEROS - p. 24....
1. complete......
poros
tecidos
sésseis - filtração
aneuromiários
marinha
áscon - sícon - lêucon
assexuada - gemulação
sexuada - interna
indireto - anfiblástula

2. D
3. A gemulação ou gemiparidade é um processo de reprodução no qual ocorre a formação, no progenitor, de gemas ou gomos, que, ao separarem-se do progenitor, desenvolvem-se dando origem a novos indivíduos.

Brotamento: formam-se, no corpo de indivíduos adultos, brotos (a partir de amebócitos) que depois se desprendem e dão origem a novos indivíduos. 


4. COANÓCITO - a movimentação dos flagelos dessas células possibilitam o animal filtrar o alimento presente na água - digestaõ intracelular.

5. amebócitos são células totipotentes (cel - tronco), capazes de se diferenciar nos vários tipos celulares dos poréferos - regeneração do corpo.

6. A

7. a) espículas
b) são estruturas calcárias ou de sílica - sustentar as diferentes células das esponjas.

FILO CNIDÁRIOS p.26.....
8. complete....
marinhos
celenterados
diblásticos
incompleto
protostômio
acelomados
radial
cnidócito ou cnidoblasto
fixa e medusas
assexuada e sexuada
plânula

9. A

10. METAGÊNESE -  A metagênese ou alternância de gerações é uma forma de reprodução encontrada em todas as plantas e nos celenterados/cnidários. Nesses organismos ocorre uma reprodução por via assexuada - estrobilização  dos pólipos (não ocorre troca de gametas) e uma fase sexuada nas medusas (ocorre troca de gametas). 

11. D

12.  soma 1 + 16 = 17

13. B

14. B

15. D

FILO PLATELMINTOS - p. 28.....

16.  complete.......
achatatos - parasitas
triblásticos
incompleto - protostômios
acelomados
bilateral
difusão e osmose
ausentes
célula-flama - amônia
direto


17.na região superior, há um acúmulo de tecidos nervosos, que formam gânglios cerebrais, sugerindo inicio de cefalização - desses gânglios cerebrais partem gânglios  nervosos laterais.

18. através de difusão - de célula para célula.

19. a) células receptoras do ambiente - identificando partículas químicas da água.
b) na região da cabeça - são estruturas sensoriais fotoreceptoras que ajudam na localização por percepção, mas não  imagens.

20. C
21. B
22. D
23.a) esquistossomose
b) presença ou não de caramujos - gênero Biomphalaria, pq são hospedeiros intermediários do verme da esquistossomose

24. E
25. a) T. solium
b) T. saginata
c) cisticercose - ingestão de ovos da T. solium presentes na água ou alimento ( ingestão de carne com cisticerco  - causa teníases.

26. soma  1+8 = 9
27. B


FILO NEMATÓDEOS - p. 31.....

28. complete.....
cilindricos
pseudocelomados
bilateral
pseudocelomático
tubos em H
amônia
dioicos

29. A
30. D
31. verme se aloja no intestino delgado, perfura a mucosa intestinal, provoca hemorragia, causando anemia, causando a palidez na pessoa.

32. a única é a FILARIOSE -transmitida pela picada do mosquito Culex- injetam microfilárias, que atingem os vasos sanguíneos e em seguida os vasos linfáticos  provocam inchaço/edemas  dos membros.

33. a) erro - lombrigas não são iguais a solitárias - lombrigas são Ascaris - nematódeos e solitárias são Taenia - platelmintos

b) solitárias vivem no intestino delgado, absorvendo os nutrientes digeridos do hospedeiro, com isso a pessoa poderá ficar desnutrida (emagrecimento)

34. V = 0-0  e 2-2 e 4-4 as outras são F

35. B
36.
a) As lombrigas são nematelmintos, enquanto as tênias, platelmintos. Os nematelmintos são mais parecidos com os seres humanos porque têm tubo digestório completo e digestão extracelular. Os platelmintos não têm tubo digestório, são parasitas que absorvem diretamente os alimentos digeridos pelo hospedeiro. 

b) A distribuição do alimento da tênia é feita por difusão, pois esses animais não possuem sistema circulatório ou cavidade corporal. A lombriga também não possui sistema circulatório, mas possui pseudoceloma. A distribuição do alimento é feita pelo líquido desse. 

37. A

ESTUDEM GALERINHA!!
Resultado de imagem para ESTUDEM

VALEU!!
BIObjs - PROFE LÚ

segunda-feira, 24 de abril de 2017

liquens - associação de algas com fungos

Os liquens mais encontrados na nosso região são do gênero Parmelia.

Resultado de imagem para liquens do genero  parmelia

Os liquens são associações simbióticas de mutualismo entre fungos e algas. 

Os fungos que formam liquens são, em sua grande maioria, ascomicetos (98%), sendo o restante, basidiomicetos. 
As algas envolvidas nesta associação são as clorofíceas e cianobactérias.

Os fungos desta associação recebem o nome de micobionte e a alga, fotobionte, pois é o organismo fotossintetizante da associação.

A natureza dupla do liquen é facilmente demonstrada através do cultivo separado de seus componentes. Na associação, os fungos tomam formas diferentes daquelas que tinha quando isolados, grande parte do corpo do liquen é formado pelo fungo.

BIOregistros da profe:




Os líquens possuem ampla distribuição e habitam as mais diferentes regiões. Normalmente os liquens são organismos pioneiros em um local, pois sobrevivem em locais de grande estresse ecológico. Podem viver em locais como superfícies de rochas, folhas, no solo, nos troncos de árvores, picos alpinos, etc. Existem liquens que são substratos para outros liquens.

IMPORTÂNCIA DOS LIQUENS


Os liquens produzem ácidos que degradam rochas e ajudam na formação do solo, tornando-se organismos pioneiros em diversos ambientes. Esses ácidos também possuem ação citotóxica e antibiótica.

Quando a associação é com uma cianobactéria, os liquens são fixadores de nitrogênio, sendo importantes fontes de nitrogênio para o solo.

Os liquens são extremamente sensíveis à poluição, sobrevivendo de bioindicadores de poluição, podendo indicar a qualidade do ar e até quantidade de metais pesados em áreas industriais.

Algumas espécies são comestíveis, servindo de alimento para muitos animais.

VALEU!!
BIObjs - profe Lú

domingo, 26 de março de 2017

Movido a Respeito: em campanha da Globo, piloto controla carro de F1 por...




Rodrigo Mendes perdeu o movimento com 18 anos em um acidente. Nesta ação, ele desafia seus limites e mobiliza a sociedade para uma mudança de atitude. 
A campanha faz parte da plataforma
 ‘Tudo Começa Pelo Respeito'

Confiram o vídeo!!
BIOshow!!










LIMITES PODEM SER SUPERADOS!!
PRECONCEITOS TAMBÉM!
TUDO COMEÇA PELO RESPEITO.
Valeu!!! 
BIObjs - Profe Lú

quarta-feira, 22 de março de 2017

Murialdo lança projeto “Criando Asas - construindo uma sociedade para todos”

 


LOLA E SUA TURMA DE 2017


Nesta terça-feira, 21 de março, as turmas das segundas séries do Ensino Médio deram início ao projeto multidisciplinar “Criando Asas - construindo uma sociedade para todos”. A iniciativa busca promover um local livre de preconceitos e estereótipos e propõe uma reflexão sobre a inclusão das pessoas com diferentes deficiências nos diversos segmentos da sociedade.





O lançamento aconteceu no miniauditório I e contou com a presença da “aluna eterna” do Murialdo e cadeirante, Ariella Baron; Matheus Rocha, que tem síndrome de Down e é campeão de taekwondo, Enzo Ascher Piccoli Mattana, portador da síndrome de Down e aluno do Colégio Murialdo e, Bernardo Hoffmann, com nanismo. Acompanhados de suas mães, que deram depoimentos falando de como é o seu dia a dia e quais são os desafios e dificuldades que enfrentam na vida, todos sensibilizaram e emocionaram os presentes no evento. Também esteve presente a Terapeuta Ocupacional de Ariella, DEISE LIMA que contou como são adaptados os recursos para que Ariella tenha maior aproveitamento.
ARIELLA E A MÃE MARI

ENZO COM A MÃE TATIANA

MATHEUS, ENZO COM A BIOlú

ARIELLA E SUA TERAPEUTA OCUPACIONAL PRISCILA

BERNARDO COM SUA MÃE FLÁVIA




As professoras Luciana Gecchelin Santini (Biologia), Lisiane Betto e Olga Lima (Literatura), Isabel Spies (Educação Física), Simone Pezzini (Física) e Gládis de Bortoli (Matemática), salientam os objetivos do Projeto: “diminuir o preconceito e conscientizar as pessoas sobre as capacidades e potencialidades dos portadores de deficiência; sensibilizar e criar uma ‘rampa’ de acesso até o coração das pessoas; realizar discussões, emitir opiniões e elaborar propostas sobre assuntos da atualidade e possibilitar a convivência respeitosa com as diferenças”.

Durante todo ano, os estudantes irão desenvolver diversas atividades como palestras, entrevistas, leituras de livros, e posteriormente, deverão produzir pesquisas, relatórios, vídeos, entre outros.

Com a realização do projeto “Criando Asas - construindo uma sociedade para todos”, os alunos irão aumentar o conhecimento e pensarão em soluções para a melhoria da qualidade de vida e acessibilidade para todos. Dessa forma, todos podem contribuir para diminuir o preconceito e ajudar na conscientização da população sobre as capacidades e potencialidades das pessoas com deficiência.

Fotos Jerônimo Galvan, Luciana Gecchelin Santini & Amanda Demoliner











Para complementar o encontro de hoje, segue cordel de Bráulio Bessa:
 A VIDA
Sendo eu um aprendiz / a vida já me ensinou / que besta é quem vive triste / lembrando do que faltou / magoando a cicatriz / esquece de ser feliz / por tudo que conquistou. / Afinal, nem toda lágrima é dor / nem toda graça é sorriso / nem toda curva da vida / tem uma placa de aviso / nem sempre que você perde / é de fato um prejuízo./ O meu ou o seu caminho / não são muito diferentes / tem espinho, pedra e buraco / pra mode atrasar a gente / não desanime por nada / pois até uma topada / empurra você pra frente./ Tantas vezes parece que é o fim / mas no fundo é só um recomeço / afinal pra poder se levantar / é preciso sofrer algum tropeço / é a vida insistindo em nos cobrar / uma conta difícil de pagar / quase sempre por ser um alto preço./ Acredite no poder / da palavra desistir / tire o D coloque o R / que você vai RESISTIR / uma pequena mudança / às vezes, traz esperança / e a faz a gente seguir./ Continue sendo forte / tenha fé no criador / fé também em você mesmo / não tenha medo da dor / siga em frente a caminhada / saiba que a cruz mais pesada / o filho de Deus carregou."     






Pessoas que fazem o bem geralmente levam um sorriso no rosto, tem olhos que brilham, um abraço muito gostoso, a voz é agradável, estão sempre disponíveis e andam para lá e para cá. 
E se repararmos bem, tem um par de “asas”, que até hoje eu 
não sei se ficam nas costas ou no coração! (M. Bruce)


VALEU!!
BIObjs - PROFE LÚ



segunda-feira, 20 de março de 2017

ATIVIDADES DE REVISÃO SOBRE SISTEMÁTICA E A BIODIVERSIDADE - TURMAS: 201 - 202 - 203

ATIVIDADE DE REVISÃO PARA A PROVA

GABARITO DO CADERNO DE ATIVIDADES - CAP 9 - 

EXERCÍCIOS: 1 ao  35 /páginas - da 8 a 19.




CLASSIFICAÇÃO BIOLÓGICA - pág. 8...
1. a) SIM, AS CLASSIFICAÇÕES PARA REINO, FILO, CLASSE, ORDEM E FAMÍLIA DEVEM SE AS MESMAS.
    b) PQ O NOME DA ESPÉCIE DEVER SER BINOMINAL -  Panthera tigris
2.  1 + 4 + 8= 13
3. B
4.  a) o nome de cada espécie é composto por duas palavras  em latim- a primeira é gênero e a segunda é a espécie. 
     b) para padronizar e organizar a nomenclatura de todo o mundo. Falarmos a mesma linguagem e evitar confusões de nomes populares.
5. B
6. A
7. A
8.   a) plesiomorfia  - apomorfia
     b) parafilético    -  monofilético
9. B
10. A
11.  47 (1+2+4+8+32)
12. E

REPRODUÇÃO DO REINO ANIMAL - p.13...
13.  ver caderno tb.
14.   Animais monoicos são aqueles em que os dois sexos estão presentes no mesmo indivíduo (hermafroditas).
           Animais dioicos são aqueles que apresentam sexos separados (masculino e feminino).
15. A partenogênese refere-se a um tipo de reprodução assexuada de animais em que o embrião se desenvolve de um óvulo sem ocorrência da fecundação.
16. E A D C B
17.C
18. nesse caso a melhor forma é a reprodução assexuada, pq as chances de ocorrer variabilidade genética entre os descendentes são muito pequenas, (acontece se houver mutação). Na reprodução sexuada, por haver recombinação, os descendentes podem ou não sere iguais a planta-mãe, o que não atenderia as necessidades do paisagista.
19. Enquanto são parasitados, os caramujos que se reproduzem sexuadamente são selecionados. Isso se explica pelo fato de a reprodução sexuada produzir variabilidade genética (enquanto a reprodução assexuada produz em geral cópias dos indivíduos), havendo a chance de aparecerem novas características, algumas das quais podem conferir maior resistência aos parasitas. Em populações livres dos parasitas, ou seja, um meio mais estável, a variabilidade genética deixa de ser tão importante, e a reprodução assexuada passa a ser selecionada como mais vantajosa pois produz indivíduos mais rapidamente.
 20. B


DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO
pág. 14...

21. Na segmentação, mesmo com o aumento do número de células, praticamente não há aumento do volume total do embrião, pois as divisões celulares são muito rápidas e as células não têm tempo para crescer.

Na fase seguinte, que é a gastrulação, o aumento do número de células é acompanhada do aumento do volume total. Inicia-se nessa fase a diferenciação celular, ocorrendo a formação dos folhetos germinativos ou folhetos embrionários, que darão origem aos tecidos do indivíduo.

No estágio seguinte, que é a organogênese, ocorre a formação do tubo neural e a  diferenciação dos órgãos e tecidos.


22.  quadro - ver pág 19.- a descrição de cada um
ovos: oligolécito
centrolécito
telolécito
heterolécito
23. a) blástula. 
 b) blastocisto é a blástula dos mamíferos placentários.
embrioblasto - é a massa celular que dá origem aos futuros tecidos e órgãos do embrião.
trofoblasto -  região  responsável por formar a parte fetal da placenta.
c) embrioblasto.

24. C
25. B 
26. PEIXES - ovo telelécito - segmentação parcial discoidal
27.a) é a abertura que possibilita a comunicação DO  ARQUÊNTERO com o exterior.
    b)O blastóporo pode dar origem à boca ou ao ânus. Quando dá origem apenas à boca ou tanto à boca quanto ao ânus, os animais são chamados de protostômios (proto = primeiro). É o caso dos vermes, dos moluscos e dos artrópodes.
    c)Quando o blastóporo dá origem ao ânus os animais são chamados de deuterostômios (deutero = posterior). É o caso dos equinodermos e dos cordados.
    d) Diblásticos =Dois folhetos embrionários (ectoderme e endoderme ex: Filo dos Celenterados
    e) Triblásticos =Três folhetos embrionários (ecto endo e mesoderme) ex , moluscos, platelmintos, anelídeos....
    f)Em alguns animais a única cavidade que se forma no embrião é o arquêntero, pelo que são designados acelomados.- sem celoma. ex platelmintos, poríferos e cnidários.
    g) animais que possuem celoma parcialmente revestido pelo mesoderme, ex nematódeos
    h)Os animais que apresentam celoma são chamados celomados. 
Todos os cordados são celomados , assim como os moluscos (lesmas, ostras), os anelídeos (minhocas) e os equinodermos (estrelas-do-mar, ouriços-do-mar).
28. C
29. E
30. 29 (1+4+8+16)
31. C
32. a) telolécito.
b) segmentação meroblástica discoidal
c) endosperma
d) célula do saco vitelínico 2n - diploide e o albúmen - triploide 3n
e) armazenamento de excretas, mobilização do calcio...
33. C
34. 20 (4+16)
35. B

VALEU GALERINHA!!
ESTUDEM!!
BIObjs - prof BIOLÚ










ATIVIDADES DE REVISÃO SOBRE VÍRUS & BACTÉRIAS - TURMAS 301 - 302 - 303

GABARITO DO VOL 9 - CAP 17 - 
VÍRUS E REINO MONERA


ATIVIDADES DOS NÚMEROS - 1 A 29.
páginas - 7 a 14.



VÍRUS - P. 7
1.B
2. D
3. D
4. C
5. D
6. C
7. E
8. C
9. D
10. Os antibióticos atuam nas vias metabólicas das bactérias, impedindo o seu desenvolvimento. Como os vírus não  apresentam metabolismo próprio, eles não são influenciados pela ação dos antibióticos.
11. a) Um vírus é composto de ácido nucléico ( DNA ou RNA) e uma parede de proteína. Os ácidos nucleicos se localizam no interior das proteínas. As envoltório proteico se dá o nome de capsídeo. Ex.  raiva, dengue, sarampo, ........
     b) O vírus ebola é transmitido de pessoa a pessoa através de secreções corpóreas  e sangue contaminado. As secreções incluem saliva, suor, urina, fezes e esperma.
       O vírus da gripe é transmitido por meio de gotículas eliminadas pela tosse, espirro e catarro, além do contato com as mãos e objetos contaminados, tais como, copos, talheres, roupas, etc.
12.B
13. a) pq essas duas viroses são transmitidas  pelo mesmo vetor - MOSQUITA 
                            Aedes aegypti.
b) combater os focos do mosquito, evitar água parada.....
14. a) a vacina não atinge eficiência de 100% pq  é produzida a partir de quatro tipos mais comuns do vírus. Desse modo a população  não é imunizada contra outros subtipos.
       b) Vacina é uma substância produzida com bactérias ou vírus (ou partes deles) mortos ou enfraquecidos. Ao ser introduzida no corpo do ser humano, a vacina provoca uma reação (imunização) do sistema imunológico, promovendo a produção de anticorpos (leucócitos) contra aquela substância. Desta forma, a vacina prepara o organismo para que, em caso de infecção por aquele agente patogênico, o sistema de defesa possa agir com força e rapidamente. Assim a doença não se desenvolve ou, em alguns casos, se desenvolve de forma branda.
15. B
16. B
17. transcriptase reversa é uma enzima encontrada nos vírus cujo material genético é o RNA, também chamados de retrovírus. Essa enzima faz uma transcrição inversa, produzindo uma molécula de DNA a partir de seu RNA. Na transcrição normal, que acontece em todos os outros seres vivos, o que se tem é a síntese de RNA a partir do DNA. Uma vez produzido o DNA nos retrovírus, pela atividade da transcriptase reversa este se integra ao cromossomo da célula infectada e ocorre a síntese de proteínas virais, seguindo o processo normal da síntese protéica (DNA-RNA-proteína). Um exemplo desse tipo de vírus é o HIV, causador da Aids.


REINO MONERA - . 11

18.   as bactérias apresentam células procariotas e, portanto, não têm organelas membranosas.
19. B
20. O O² liberado na fotossíntese realizada pelas cianobactérias é proveniente do CO² que elas retiram da atmosfera, já o liberado pelas sulfobactérias é proveniente do SO³ e SO² (ácido sulfídrico ) gases também encontrados na natureza - destacam-se por contribuírem para a diminuição da formação de chuvas ácidas, por fixarem o Enxofre em si.
21. A
22. 

Na conjugação bacteriana, pedaços de DNA passam diretamente de uma bactéria doadora, o "macho", para uma receptora, a "fêmea". Isso acontece através de microscópicos tubos proteicos, chamados pili, que as bactérias "macho" possuem em sua superfície.
O fragmento de DNA transferido se recombina com o cromossomo da bactéria "fêmea", produzindo novas misturas genéticas, que serão transmitidas às células-filhas na próxima divisão celular.

23. a) O mecanismo é Transformação. Fragmentos do DNA da bactéria morta chegam ao citoplasma da bactéria viva e se recombinam com seu material genético, conferindo à bactéria receptora a característica de apresentar cápsula.
b) O mecanismo é Conjugação, pois é necessária a presença do pillus interligando as células bacterianas para que possa ocorrer a transferência do material genético.
c) No mecanismo de Transdução. O material genético do vírus se integra ao genoma da célula bacteriana, para que o ácido nucleico viral possa ser duplicado. Dessa forma, sequencias do DNA bacteriano podem permanecer ligadas ao DNA viral e consequentemente serem transportadas por outra bactéria.
24.  Bactéria = gráfico B;             bacteriófago =  gráfico A. 
 As bactérias possuem divisão binária, por isso seu número dobra a cada ciclo.
 Os bacteriófagos são vírus que infectam as bactérias e utilizam seu metabolismo para formar novos vírus. A cada ciclo lítico, um único bacteriófago gera muitos outros.
25. D
26.B
27. a) O dispersante aumenta a superfície de contato do petróleo derramado. Desta forma, as bactérias podem agir em uma maior área de degradação.
b)As zonas mortas são áreas com menor quantidade de O2 dissolvido, graças ao uso desse gás pelas bactérias aeróbias na degradação do petróleo.
28.D
29.C




VALEU GALERINHA!!
ESTUDEM!!
BIObjs - profe LÚ


Geração 21- EP2: Vinicius Streda

Vinicius Streda é o protagonista do segundo episódio da série Geração 21. Natural de Santo Cristo, interior do RS, o jovem é autor do livro "Nunca deixe de sonhar" e se tornou conhecido após viajar pelo Brasil contando sua experiência como escritor. Vinicius foi acreditado pela prima Carina Streda, que ajudou no processo de construção da obra com apoio dos pais. Vinicius avisa: "As pessoas achavam que eu não iria conseguir, e eu mesmo provei as minhas capacidades". 

Assista, compartilhe!

A trilha linda é do talentoso André Trento. 




VALEU!!
BIObjs - Profe Lú

domingo, 19 de março de 2017

Episódio 1 Tathi Piancastelli


No primeiro episódio da webserie Geração 21, você acompanha a história de Tathiana Piancastelli Heiderich, atriz premiada em Nova York e hoje radicada em Miami. Foi a primeira jovem com síndrome de down a escrever uma peça de teatro profissional para adultos e atua ao lado de 10 artistas na capital do mundo. Ela avisa: "Eu tenho um sonho, um sonho alto ainda". Acompanhe!













VALEU!! 
BIObjs - Profe Lú

terça-feira, 14 de março de 2017

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

BIOdicas para estudar


1ª. Tenha um bom ambiente de estudos:

... deve ser calmo, organizado, com boa iluminação e ventilação. (ajuda na concentração)

2ª. Faça um cronograma de estudo:


... para saber exatamente quais serão as matérias, o conteúdo e o tempo para cada conteúdo de estudo.

3ª. Não se contente em ler: escreva!

.... estudar escrevendo você consegue entender melhor o assunto e mantê-lo na mente.

4ª. Faça esboços dos conteúdos:

.... resumos, mapas conceituais e esquemas da matéria. (dos conteúdos vistos) ajudam na revisão da matéria e ajuda na memorização.

5ª. Estude sozinho

...explique a matéria para você mesmo, mas lembre de copiar os conteúdos em aula.

6ª. Desligue todos os aparelhos eletrônicos

Na hora de estudar, nada de deixar o celular por perto. Reserve um tempinho do seu dia para cada atividade. (atrapalha a concentração)

7ª. Resolva atividades diversas

...é uma boa ajuda para tirar dúvidas sobre os assuntos. – exercícios do livro, do site, temas...

8ª. Tenha uma programação organizada, mas seja flexível

...uma agenda ou quadros para organizar suas tarefas! E esteja aberto para mudanças, caso seja necessário.

9ª. Crie um pequeno ritual antes de estudar

...pode ser um alongamento, pegar um copo de suco, fruta ou biscoitos... Com o tempo, seu cérebro vai entender que é hora dos estudos e ficará mais fácil se concentrar.

VOCÊ ESTÁ COMPROMETIDO COM
SEUS ESTUDOS?
"Não podemos ficar reclamando sobre o que não conquistamos, mas devemos ficar pensando no que vamos conquistar amanhã, no dia seguinte, ou depois de amanhã. Porque a vida é exatamente isso, é um eterno continuar, um eterno reconstruir das expectativasque temos!!” 
FOCA nos estudos!!
Conte comigo sempre! 
BIOLú

Valeu!! BIObjs